A União Europeia está abrindo viagens não essenciais dos Estados Unidos e de outros países.

O Conselho da União Europeia emitiu uma recomendação permitindo que os estados membros retirem gradualmente as restrições de viagens e fronteiras externas para residentes dos EUA a partir de sexta-feira.

A lista continuará a ser revisada a cada duas semanas e será atualizada conforme necessário, disse o conselho.

Além dos EUA, o conselho também recomendou o levantamento gradual das restrições a viagens na Albânia, Austrália, Israel, Japão, Líbano, Nova Zelândia, Macedônia do Norte, Ruanda, Sérvia, Cingapura, Coréia do Sul e Tailândia.

O bloco também recomendou o levantamento das restrições à China, sujeitas à reciprocidade. Recomendou ainda o levantamento das restrições para Hong Kong, Taiwan e Macau.

A UE encerrou as viagens não essenciais na sequência da pandemia, mas está a começar a reabrir devido ao ritmo das vacinações.

No mês passado, o conselho aprovou um conjunto de critérios que permitiria viagens não essenciais à região. Os membros da UE concordaram preliminarmente na quarta-feira em levantar as restrições aos EUA

A recomendação do conselho não é juridicamente vinculativa e cada estado membro ainda é responsável pela implementação das recomendações.

Segundo a recomendação, mesmo os viajantes que não foram totalmente vacinados poderão viajar por motivos não essenciais. No entanto, os estados membros ainda poderão exigir o teste COVID-19 e as diretrizes de quarentena.

Mas alguns países já se abriram para os viajantes. A Espanha começou a permitir que americanos vacinados viajassem em 7 de junho, e a Grécia também disse que permitirá que turistas vacinados viajem para lá.

By Dinis Vicente

"Nerd de TV. Fanático por viagens. Fanático por mídia social aspirante. Defensor do café. Solucionador de problemas."

Leave a Reply

Your email address will not be published.