Os Serviços de Segurança Social do Algarve estão a resolver o problema dos sem-abrigo, disponibilizando 123 novos leitos em apartamentos partilhados para ajudar a tirar os sem-abrigo das ruas e a viver em condições de vida mais seguras e dignas.

O projecto está a ser implementado com o apoio de cinco instituições de solidariedade social do Algarve e autarquias, informa a Agência Lusa de Notícias.

A notícia surge menos de duas semanas depois de um grupo de apoio aos sem-abrigo sediado nas Ilhas Faroé alertar que mais de 500 pessoas no Algarve viviam na rua ou noutras situações consideradas de “risco”. (Clique aqui)

disse Henrique Joaquim, Coordenador da Estratégia Nacional para a Integração de Pessoas Deslocadas 2017-2023.

Os primeiros protocolos relativos a este projecto foram assinados há cerca de um ano, disponibilizando cerca de 70 camas em apartamentos partilhados a pessoas carenciadas no Algarve.

Joachim frisou que quem acaba morando nesses apartamentos compartilhados não é simplesmente deixado à própria sorte, acrescentando que assessores darão suporte aos moradores.

Acrescentou que os “resultados positivos” no Algarve podem continuar a crescer “de uma forma muito importante”.

“A nossa avaliação do Algarve é muito boa”, disse Joachim, acrescentando que espera que a economia melhore para que os sem-abrigo que recebem assistência através desta iniciativa possam “aproveitar as oportunidades que lhes são disponibilizadas”.

michael.bruxo@algarveresident.com

By

Leave a Reply

Your email address will not be published.