A seca que atingiu toda a região Norte, atingiu agora um nível moderado, e há locais em Bragança classificados como de seca severa.

Vanda Pires, do Departamento de Clima e Alterações Climáticas do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), disse à Lusa que o norte do país “estava na classe dos fracos no final de dezembro e neste momento, o Toda a região está na classe de seca moderada, acrescentando que “na zona de Bragança já existem alguns locais que já começam a sentir seca severa”.

A seca é classificada pelo IPMA como leve, moderada, severa ou extrema em sua escala.

O especialista disse que “por enquanto, infelizmente, não há previsão de precipitação, pelo menos até meados de fevereiro”.

Vanda Pires detalhou que “há uma probabilidade [of rain] nos dias 3 e 4 [Thursday and Friday]mas estão abaixo do normal e, mesmo até final de fevereiro, as previsões não apontam para valores significativos de precipitação.”

Se não chover este mês, “estamos numa situação muito complicada”, avançou, percebendo que, “a região Norte, que agora se encontra numa situação de seca moderada, se não houver precipitação suficiente, vai naturalmente piorar à classe de seca severa, que é uma das mais graves, e isso terá impactos também no setor agrícola e hidrológico”.

Além desses impactos, há um risco maior de incêndios florestais, “porque, além de termos uma situação de seca, estamos com temperaturas um pouco acima do normal para esta época do ano, o que ajuda a secar o mato”.

By

Leave a Reply

Your email address will not be published.