O enlutado pai de três filhos mortos por sua esposa disse que a perda o atinge todos os dias “como uma marreta”.

Falando à Sky News no segundo aniversário da tragédia, Andrew McGinley disse que agora está pedindo uma reforma legal na República da Irlanda para garantir que as famílias de pessoas com doenças mentais sejam incluídas em seu tratamento.

Em 24 de janeiro de 2020, os filhos de Andrew, Connor, nove, Daragh, sete e Carla, de três anos, sufocaram na casa da família em Newcastle, Co Dublin, nas mãos de sua mãe Deirdre Morley.

Stephen Murphy Fatu
foto:
McGinley pede reforma legal para garantir que as famílias de pessoas com doença mental sejam incluídas em seu tratamento

Em maio de 2021, ela foi considerada inocente dos assassinatos por insanidade e foi transferida para o Hospital Mental Central em Dublin.

Dois anos atrás, o Sr. McGinley voltou para casa do trabalho quando os serviços de emergência chegaram.

“Acabei de voltar e os socorristas estavam lá, os paramédicos e os bombeiros”, disse ele.

Então eu pensei “Onde estão as crianças?” Descobri os corpos na casa quando entrei. Você está apenas pensando “Como isso está acontecendo com você, como está acontecendo com sua família?”

“Você lê sobre isso em outro lugar. Você apenas procura por respostas e dois anos depois eu ainda estou procurando por respostas. Eu sei exatamente como as crianças morreram. Agora eu só preciso descobrir por quê.”

Deirdre Morley estava recebendo cuidados psiquiátricos antes de sua morte, mas Andrew disse que não sabia da extensão total de sua doença.

Stephen Murphy Fatu
foto:
Deirdre Morley (à direita) foi considerada inocente de assassinatos de crianças por insanidade e internada no Hospital Mental Central em Dublin

Pouco antes de as crianças serem mortas, ele disse: “Dirder estava falando sobre voltar ao trabalho e falando sobre recuperação, quase recuperação”.

Ela me deixou mais perguntas.

Agora, o pai enlutado quer uma reforma legislativa para que as famílias de pessoas com doença mental possam ser envolvidas em seu tratamento.

Stephen Murphy Fatu
foto:
McGinley homenageou seu filho mais velho, Conor, com um canal no YouTube

“Com cada pedaço de informação que veio no julgamento, havia muita coisa que eu estava ouvindo pela primeira vez”, disse ele. Você acabou de me deixar com tantas outras perguntas.

“Se eu fosse incluído no caminho, não teria essas perguntas, eu já sabia as respostas. Acho que é preciso incluir o círculo de apoio às pessoas em tratamento, onde for apropriado”, disse.

Perguntado se ele havia perdoado sua esposa, McGinley disse: “Eu não posso perdoar como as crianças morreram. No julgamento, as últimas palavras de Connor foram transmitidas através dos arquivos da Garda, e eles estão me perseguindo. É difícil.”

Stephen Murphy Fatu
foto:
A Sra. Morley estava recebendo cuidados psiquiátricos antes de sua morte

“Eu entendo que ela estava doente. Meu pai que eu conhecia e amava era uma mãe amorosa e carinhosa, ela era enfermeira. Eu aceito que ela estava doente, mas é difícil de tratar.”

“Você nunca se recupera, você se adapta”

O Sr. McGinley agora honrou os desejos de seu filho mais velho, Connor, para um canal no YouTube criando clipes de Conor, enviando vídeos de seus filhos para quase 8.000 assinantes.

“Foi algo [Conor] Ao me perguntar sobre isso antes do Natal de 2020, McGinley disse: “Ele está começando a anotar ideias para o que quer fazer, e serão pequenas tiras de quadrinhos e todos nós cinco faremos”.

“Isso me ajudou a lidar. Me ajudou a gerenciar um pouco as coisas. As pessoas falam sobre recuperação. Você nunca se recupera, você se adapta e está no controle.

“Tenho medo de pensar que se eu não tivesse clipes de Connor, o que eu faria. Porque o alarme dispara todas as manhãs e bate em você como uma marreta, o que aconteceu.

“Mas a próxima coisa em que penso é o que posso fazer pelas crianças, o que posso fazer com clipes de Connor. Isso é o que me ajuda.”

Stephen Murphy Fatu
foto:
McGinley diz que acordar todos os dias é ‘como uma marreta’

McGinley também criou uma instituição de caridade para seu segundo filho, chamada As Darragh Did, que celebrou seu segundo aniversário com uma doação de € 16.000 para boas causas, e um concurso de colorir com tema de boneco de neve chamado Snowman for Carla.

Ele diz que esses projetos patrimoniais são uma forma de manter viva a memória de seus filhos, ajudando-o a lidar com o trauma no dia a dia.

“Devemos lembrá-los”, disse ele. “Vamos lembrar de Connor, Darrag e Carla. Para manter as promessas.”

By

Leave a Reply

Your email address will not be published.