Althahbiah

Informações sobre Portugal.

Restaurantes pressionam o governo português para que funcionem neste fim de semana

A AHRESP, associação portuguesa que representa os hotéis e restaurantes, pressiona o governo para que os deixe funcionar este fim-de-semana, antes da fase final da desmontagem que terá início na segunda-feira.

Dizem que é uma medida que consideram “razoável” e vai ajudar tanto as empresas que caem de joelhos como a economia “sem comprometer os objetivos de combate à pandemia”.

Os restaurantes passaram pelos “tempos mais difíceis de todos” – como diz a associação – devido às políticas de fechamento e às restrições severas que os forçam a fechar às 13h nos fins de semana. Como observou o deputado em Chega, “Isso não acontece em nenhum outro lugar da Europa, nem no mundo …”

Quase metade dos restaurantes do país sofrem perdas de mais de 90%, confirma AHRESP.

A assembleia já está pedindo ao governo que anuncie como o país está avançando na segunda-feira após uma reunião de gabinete amanhã à tarde.

E, diz o Expresso, o AHRESP só requer este privilégio para restaurantes em bairros com “menos casos”.

Sábado 1 de maio é feriado – Dia Internacional do Trabalho – e de acordo com o jornal, todos os restaurantes com quem falei na Grande Lisboa e no Porto dizem que querem ficar abertos todo o dia, embora o feriado seja tradicionalmente a altura em que os restaurantes fecham.

Domingo, 2 de maio é o Dia das Mães – a data em horários normais em que as famílias saem para almoçar ou jantar.

natasha.donn@algarveresident.com

READ  Covid variants are risky