Presidente da Madeira pede mais autonomia para Portugal

Isso aconteceu depois que o arquipélago ficou abaixo do orçamento nacional

No início desta semana, o governo português submeteu à aprovação do Parlamento Nacional o seu projeto de Orçamento de Estado para 2022. O projeto de proposta é ambicioso e otimista em seu objetivo de retornar a economia do país aos níveis pré-pandemia, em linha com a recuperação.

No entanto, foi relatado que o governo da Madeira (uma região insular autônoma) não foi muito afetado pela proposta de orçamento. De fato, tanto que o presidente da Madeira, Miguel Albuquerque, levantou a possibilidade de instigar uma revisão da Constituição para buscar mais autonomia de Lisboa.

Os governos nacionais e regionais são chefiados por partidos políticos opostos

Miguel Albuquerque representa os social-democratas (PSD), de centro-direita, a principal oposição aos socialistas que atualmente lideram o governo nacional. Isso pode explicar em parte a divisão e a lacuna no discurso e na política entre o arquipélago atlântico e o continente.

Em 2022, a Madeira deverá receber 217.210,880 milhões de euros, menos 15 milhões do que este ano. Apesar de Lisboa considerar que a economia portuguesa vai crescer 5,5% em 2022, atribuiu menos dinheiro às ilhas.

Em resposta, Albuquerque, que assistia à cerimónia de tomada de posse da nova administração municipal do Porto Santo (uma ilha mais pequena do arquipélago), disse que o seu governo vai apresentar um projecto de revisão constitucional para garantir que os instrumentos de desenvolvimento estejam à disposição dos seus região.

O Presidente de Maderan salientou que as transferências do estado para as regiões autónomas estão a diminuir de ano para ano, que os subsistemas sanitários das Forças Armadas, do Governo Nacional Republicano e das forças policiais da PSP, que deveriam ser da responsabilidade do Estado, foram assegurado pelo orçamento regional e que o estado não inclui custos adicionais com educação e saúde.

Apresentaremos, quer queiram ou não, neste momento ou não, um projecto de revisão da Constituição, no qual são garantidos os princípios fundamentais da independência política e do desenvolvimento da Madeira’”, observou Miguel Albuquerque, no site do governo regional.

By

Leave a Reply

Your email address will not be published.