A secretária de Estado da Integração e Migração, Claudia Pereira, disse quarta-feira que Portugal tem capacidade para recrutar ucranianos e precisa de cerca de 23 mil vagas de emprego por mês. “Não só temos capacidade, mas precisamos mesmo de pessoas para trabalhar e fazer parte de Portugal”, disse Pereira na abertura do Centro Local de Apoio à Imigração (CLAIM). No Politécnico do Porto (IPP).

Ele disse que o objetivo principal era “salvar vidas” e fazer as pessoas da Ucrânia se sentirem felizes, lembrando a necessidade de os visitantes aprenderem o idioma, irem à escola ou trabalharem.

Além disso, a cada mês, cerca de 23.000 vagas de emprego permanecem não preenchidas.

O acolhimento de pessoas de outros países é “muito importante” e tem dado um “grande contributo” para Portugal, sobretudo na diversidade empresarial, laboral e previdenciária.

“Segundo o Laboratório de Migração, a contribuição dos migrantes para a segurança social no ano passado foi de 802 milhões de euros, o que significa que as prestações sociais dos migrantes, incluindo os ucranianos já residentes em Portugal, são de 802 milhões de euros”, sublinhou Claudia Pereira.

O secretário de Estado lembrou que o número de imigrantes em Portugal era de 7% da população total, cerca de 715 mil.

By admin

Leave a Reply

Your email address will not be published.