Althahbiah

Informações sobre Portugal.

Portugal é “o pior do mundo” em termos de novidades, apesar de uma queda significativa nos últimos dias.

Portugal continua a ser o “pior país do mundo” em termos de novos casos por milhão de pessoas. Mas nos últimos dias houve um declínio significativo nesta categoria.

Hoje, por exemplo, novos casos são marcados como ‘apenas’ 5.805. Embora mais de 16.400 novos casos tenham sido sinalizados nas últimas 24 horas, embora os números tenham diminuído desde a última quinta-feira (27 de dezembro), isso poderia fazer algo no fim de semana (quando o teste é feito menos).

O site de estatísticas Our World in Data, no entanto, mantém a média de novas epidemias de sete dias em Portugal em 1.142 por milhão de pessoas – enquanto países como Israel (aproximadamente a mesma população) mostram os números mais baixos.

Israel também está fazendo progressos no que diz respeito à administração de vacinas (veja a próxima história).

De acordo com o nosso World in Data, o estatuto global de Portugal deteriorou-se para um milhão de pessoas desde o surto, passando do 13º para o 10º lugar, enquanto o número de mortes por milhão (1.224) aumentou de 24º para o 19º no mundo.

Hoje Boletim Mostra que não há resistência à pressão sobre os hospitais: mais 175 novos pacientes gerais foram internados nas últimas 24 horas e sete em UTIs mais ampliadas (hoje atendem 865 pacientes graves).

o BoletimA distribuição geográfica dos eventos confirmados mostra rapidamente o quanto o país foi afetado. De todas as várias áreas metropolitanas, apenas algumas relativamente poucas não são ‘vermelho-escuro’ (material vermelho-escuro com mais de 960 casos ativos por 100.000 pessoas).

A zona de Lisboa / Vale do Tejo – zona que se acredita estar afectada por pelo menos uma variante, senão duas (britânica e possivelmente África do Sul) – apresenta um número ainda maior de novas infecções (+3,370), e um maior número diário de mortes até agora (+1.180 novas infecções no Norte e +45 +145, +559 novas infecções e +51 mortes do centro, +409 novas infecções e +21 mortes e +21 mortes e +205 novas infecções e +9 mortes de Alejandro em comparação com as mortes).

O número total de mortes da bala foi de 275 (não foram notificadas mortes nos Açores ou na Madeira, onde ocorreram +26 e +56 novas infecções, respectivamente.

natasha.donn@algarveresident.com