Escrito por DPN / Lusa, Notícias · 08-03-2021 17:00:00 · 0 Comentários

Os governos de Portugal e do Brasil celebram hoje em conjunto o Dia Internacional da Mulher prestando homenagem às mulheres militares que estiveram envolvidas em operações de manutenção da paz em todo o mundo.

“No Dia Internacional da Mulher, valorizamos a presença das mulheres nas Forças Armadas portuguesas e o seu contributo único para a paz internacional. Parabéns”, disse o Ministro da Defesa Nacional de Portugal, João Gómez Gravinho.

O adversário brasileiro de Krasinho, Fernando Acevedo e Silva, aproveitou o evento para promover “comprometimento e profissionalismo”, com as Forças Armadas brasileiras “servindo à nação, deixando a nação sul-americana orgulhosa”.

Comentando suas experiências em organismos internacionais, com 24 anos de serviço na Marinha do Brasil, a Capitã Fragata Carla Arazo relatou o trabalho de paz que realizou na República Centro-Africana e frisou repetidamente que “se sentia incompetente”. , Mas essa crença em “seus talentos, intuição e habilidade” é fundamental.

“Esse sonho meu, nunca pensei que pudesse fazer isso, mas hoje sou muito grata. Segui o que acreditava, contei os entes queridos, estou tão feliz”, disse Carla Arazo.

A tenente-coronel Ivana Mara, ex-pacificadora das Forças Armadas brasileiras que trabalha no Haiti, espera que as oportunidades para homens e mulheres nas Forças Armadas sejam fortalecidas.

“Vejo que muitas portas se abrem para nós para as mulheres. Muitas aceitam funções de comando, por seu compromisso, por sua capacidade. Homens e mulheres, independentemente da quantidade, se encontram e têm novas ideias e visões diferentes. Esse é o objetivo , o sucesso da organização “, eu acho. Ele viajou para Pastos, Congo e Sudão.

Do lado português, a Major Susanna Marx da Força Aérea Portuguesa e uma mantenedora da paz na Colômbia declarou que sempre foi reconhecida ao longo da sua vida e aconselhou todas as mulheres que desejassem ingressar no exército: “Façam sem medo, ao mesmo ritmo de compromisso e respeito pelo serviço militar “Garantias.

“Penso ter aberto muitas portas para as gerações futuras, para jovens determinados como eu que possam ter uma carreira e carreira nas Forças Armadas”, apoiou o Capitão-Tenente Reyes Santos nos seus 23 anos de Marinha, onde descobriu o verdadeiro significado da palavra “família naval” .Inventou um elevado espírito de cooperação, que permitiu o sucesso das viagens.

O número total de militares portugueses nas forças nacionais envolvidos em operações internacionais de manutenção da paz é de 560, 25 dos quais são mulheres. A selecção nacional da Missão da União Europeia (EUTM RCA) na República Centro-Africana era composta por 57 jogadoras, quatro delas mulheres: três portuguesas e uma brasileira, segundo dados da embaixada de Portugal em Brasília.

By Dinis Vicente

"Nerd de TV. Fanático por viagens. Fanático por mídia social aspirante. Defensor do café. Solucionador de problemas."

Leave a Reply

Your email address will not be published.