Os Estados Unidos logo poderão consistir de 52 estados em vez de 50, de acordo com um analista político proeminente. O diretor político da NBC News, Chuck Todd, prevê que tanto a capital quanto Porto Rico ganharão um estado na próxima década. “Acho que veremos uma nova bandeira com mais duas estrelas até o final desta década”, disse ele ao programa Today da NBC.

Isso ocorreu no momento em que a Câmara dos Representantes dos EUA votou por pouco, pela segunda vez em menos de um ano, para tornar o Distrito de Columbia o 51º estado.

Na votação de quinta-feira, a Câmara dos Representantes, controlada pelos democratas, aprovou a iniciativa sem o apoio dos republicanos, com uma votação de 216 a 208.

No entanto, parece improvável que seja aprovado no Senado, uma vez que enfrenta forte oposição republicana.

A última vez que um novo estado foi adicionado à união foi em 1959, quando o Alasca e o Havaí se tornaram um Estado.

Just in: a farsa da vacina de Emmanuel Macron faz os pacientes escaparem de uma injeção

Todd disse à NBC: “Não acho que a DC tenha ímpeto neste ano, mas nesta década.

“Acho que a estrada para a capital passa pelo Caribe, passa por Porto Rico.

“O movimento de construção do Estado de Puerto Rico está ganhando força e tem alguns aliados republicanos.

“Falei com o governador de Porto Rico há alguns meses e ele quer trabalhar com a DC, com as mesmas pessoas que estão organizando.

A capital é esmagadoramente democrática e, se o estado for concedido, provavelmente mudará o equilíbrio de poder no Senado dos Estados Unidos.

O projeto daria um deputado à capital e dois senadores.

Os republicanos acusaram os democratas de usar a capital do estado como uma “tomada de poder” para promover a agenda da “extrema esquerda”.

A capital, que tem uma população de cerca de 700.000 habitantes, tem mais eleitores do que Wyoming e Vermont.

By Dinis Vicente

"Nerd de TV. Fanático por viagens. Fanático por mídia social aspirante. Defensor do café. Solucionador de problemas."

Leave a Reply

Your email address will not be published.