Todos estão convidados a participar na luta de cerco humano pela paz na Ucrânia hoje (26 de fevereiro) às 17 horas no palácio entre o Restolo e o Palácio de Belém em Lisboa.

Em declarações à Agência Lusa, Pedro Dionicio – que fez parte da organização do cordão humano em Timor há 20 anos – explicou que a iniciativa de hoje está a ser promovida pela Associação dos Ucranianos em Portugal e, se possível, o que pretendem obter. Finalmente o Presidente Marcelo Rebello de Sousa.

“Todos os portugueses estão a ver na televisão o que se passa na Ucrânia, uma situação dramática, acho que todos podem contribuir de alguma forma para a sua acção, não só ficar em casa, ver televisão, participar no cordão humano pela paz. Esta tarde, hoje, pelas 17h00, no Palácio de Belm. , Junto à Presidente Ermida do Restello será anexada a estátua do poeta ucraniano Taras Shevchenko na Prasa de Italia.

Segundo Pedro Dionísio, Taras Shevchenko “símbolo da resistência ucraniana” significa que a corda “mostra a unidade dos portugueses que vivem em Portugal e da comunidade ucraniana que vive na Ucrânia neste momento dramático”.

“Além disso, estamos contribuindo de alguma forma para esse movimento geral de protesto de nações e cidadãos de todo o mundo porque não podemos permitir que essa situação continue sem medo e um povo não pode ser martirizado”, disse.

By admin

Leave a Reply

Your email address will not be published.