O vice-presidente Hamilton Murao (PRTB) confirmou nesta terça-feira (18) que o Brasil “não quer mais ser saqueado e tachado de mal ambiental por causa de erros cometidos no passado na ocupação da Amazônia”. Falando em simpósio sobre o bioma, ele também defendeu as políticas de ocupação da Amazônia adotadas por governos militares.

Essa percepção do país, disse ele, “tem sido sutilmente coordenada por grupos políticos e econômicos, que continuam a assediar o Brasil na defensiva, na tentativa de justificar suas ações na região como se fôssemos maus inquilinos de propriedade alheia . “

Mourão também lidera o Conselho da Amazônia, que visa coordenar as operações governamentais de combate às atividades ambientais ilegais no bioma.

O governo enfrenta forte pressão internacional devido ao avanço do desmatamento na Amazônia.

Segundo dados do Deter, do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), o desmatamento no bioma bateu novo recorde em abril. O mês também foi o pior da série histórica atual, que começa em 2015 – os dados anteriores foram menos precisos.

Traduzido por Keratiana Freilon

Leia o artigo na língua original

By Dinis Vicente

"Nerd de TV. Fanático por viagens. Fanático por mídia social aspirante. Defensor do café. Solucionador de problemas."

Leave a Reply

Your email address will not be published.