Oficiais de bem-estar animal em Cracóvia, Polônia, foram chamados para relatar uma criatura “incomum” escondida em uma árvore (Foto: KTOZ Krakowskie)

As pessoas costumam brincar sobre a cobertura do jornal Gatos seguram árvores Se fosse um dia meio lento.

Mas e se hoje escrevêssemos uma história sobre um croissant preso em uma árvore em vez de um animal de estimação?

Oficiais de bem-estar animal foram chamados em Cracóvia, Polônia, para relatar uma criatura “incomum” escondida em uma árvore.

O interlocutor teria dito: “As pessoas não abrem as janelas porque têm medo de entrar em suas casas.”

Não estava claro se era um pássaro, um réptil ou um mamífero – mas descobri que não era nenhuma dessas coisas. Na verdade, era um doce.

A Cracow Animal Welfare Association confirmou que o que aconteceu era verdade, embora inicialmente tenham pensado que poderia ser o primeiro de abril.

A organização disse em um post no Facebook que uma mulher relatou a presença de um “animal não identificado” na árvore por dois dias.

Quando questionado se poderia ser uma ave de rapina, o interlocutor disse que se parecia muito com “lagoa”, que significa uma palavra polonesa para lago, antes de se lembrar da palavra correta “legoan” – a iguana.

Os inspetores disseram acreditar que isso era improvável porque o réptil lutaria para sobreviver às atuais temperaturas na Polônia, mas especularam que poderia ser um animal de estimação indesejado liberado por seus donos.

Mas quando eles assistiram à cena, eles descobriram que a criatura era na verdade um croissant instalado em uma árvore lilás.

Acredita-se que tenha sido jogado pela janela para alimentar pássaros depois que envelheceu.

A associação escreveu: “É difícil ajudar algo quando sua visão quase nos atinge de nossos pés … um ataque de risos.

Acontece que a iguana era … um croissant, um croissant feito de massa folhada.

Pode ter caído de uma janela. Sentado ali e parecendo fofo, ele liberou sua imaginação, assumindo os contornos de um réptil.

Ele estava prestes a se mover, ele estava se preparando para uma invasão, ele parecia um filho de um dragão.

Embora a organização permaneça entusiasmada com o que aconteceu, ela acrescentou que o público deve estar sempre vigilante e relatar quaisquer preocupações sobre o bem-estar animal.

Entre em contato com nossa equipe de notícias enviando um e-mail para webnews@metro.co.uk.

Para mais histórias como esta, Confira nossa página de notícias.

By Dinis Vicente

"Nerd de TV. Fanático por viagens. Fanático por mídia social aspirante. Defensor do café. Solucionador de problemas."

Leave a Reply

Your email address will not be published.