A China pousou uma nave espacial em Marte pela primeira vez, tornando-se o segundo país a alcançar o Planeta Vermelho.

O Tianwen-1 pousou em uma região de gelo marciana conhecida como Utopia Planetia.

Nas redes sociais, a agência oficial de notícias Xinhua anunciou: “A China deixou uma marca em Marte pela primeira vez, o que é um passo importante para a exploração espacial em nosso país.”

Um visitante da exposição vai adorar uma réplica do rover Zhurong, que tem o tamanho de um carro pequeno.  Foto: AP
foto:
Um visitante da exposição vai adorar uma réplica do rover Zhurong, que tem o tamanho de um carro pequeno. Foto: AP

Enquanto isso, a Agência de Notícias Espacial da China disse que houve “nove minutos de terror” quando a sonda entrou na atmosfera marciana, desacelerando e lentamente descendo à superfície.

Um veículo espacial movido a energia solar chamado Zhurong, que tem o tamanho de um carro pequeno, vai examinar o local de pouso antes de realizar as inspeções.

Recebeu o nome do lendário deus chinês do fogo e está equipado com seis instrumentos científicos, incluindo uma câmera topográfica de alta resolução.

O radar de penetração na Terra foi preparado para procurar sinais de vida antiga, água subterrânea e gelo.

Tianwen-1 (que significa “Perguntas ao Céu” em inglês) partiu de Hainan, no sul da China, em julho passado.

Ele atingiu o planeta vermelho em fevereiro e está em órbita desde então.

Use o navegador Chrome para um player de vídeo de fácil acesso

Vista panorâmica do local de pouso em Marte

A espaçonave Perseverance dos EUA pousou com sucesso em fevereiro em uma enorme depressão conhecida como Cratera de Jezero, a cerca de 1.242 milhas (2.000 km) de Utopia Planetia.

Outra espaçonave lançada pelos Emirados Árabes Unidos está orbitando Marte e coletando dados meteorológicos e atmosféricos, mas não foi projetada para pousar.

Use o navegador Chrome para um player de vídeo de fácil acesso

A primeira pessoa em Marte pode agora estar na escola.

De acordo com a Xinhua, a China “não aspira a competir pela liderança no espaço”, mas está comprometida em “desvendar os segredos do universo e contribuir para o uso pacífico do espaço”.

Pequim já pousou na Lua antes, mas pousar com sucesso em Marte é uma tarefa mais difícil.

By Dinis Vicente

"Nerd de TV. Fanático por viagens. Fanático por mídia social aspirante. Defensor do café. Solucionador de problemas."

Leave a Reply

Your email address will not be published.