A vida de Nelson Silva deu 180 graus em 2007, mas desde então tem acontecido Ele foi um exemplo de superação de desafios, pois não deixa que suas limitações físicas o detenham de atingir metas. Em 2022, ele passará por outra “provação”, pois será um dos pilotos da classe DD2 Master do Campeonato de Portugal Rotax, Também impulsionado pelo estabelecimento do Comitê de Deficiência e Acessibilidade (D&A) na FIA.

Naturalmente, Nelson Silva revela um dos objetivos para 2022. “Quero mostrar que pessoas como eu, com limitações físicas, não desistam de seus objetivos, O que quer que sejam. Em 2007, quando eu tinha 20 anos, sofri um acidente de moto e Quebrou as duas pernas. A direita teve que ser amputada completamente, e a esquerda permaneceu com ela Lesões serias. Nos quatro anos que se seguiram, eu estava sempre em casa Adaptado à vida como ela se apresentou para mim. Em 2011 tive alta do hospital Desde então comecei a aprender uma nova vida, me casei e tenho um bebê de 6 diasFilha de um ano. Eu nunca desisti de viver. Agora, aos trinta e cinco anos, enfrentarei um novo desafio, que é Vai competir no Campeonato Português de Rotax, que faz parte do Calendário esportivo da FPAK. Além de ser um desafio para mim, este é um projeto único em Portugal, Porque não há memória de alguém com deficiência física como eu Corrida no Campeonato Português de Karting, em reconhecimento Meu pai que fundou a equipe AlbaKarting.”

Uma das principais motivações de Nelson Silva foi correr na competição de kart Quando soube, há dois anos, que a FIA – por decisão de Jean Todt – criou O Comitê de Deficiência e Acessibilidade (D&A), liderado por Natalie McGlowin, que também sofria de uma Um acidente de carro quando ele tinha 16 anos. Ela se tornou a primeira mulher a ter tetraplegia Licença de automobilismo (16 anos após o acidente).
Nelson Silva vem se preparando nos últimos anos para esse desafio. “no Em 2018 e 2019, ela concorreu ao Prêmio Baltar na categoria shifter X30 e ficou no pódio, Equipado por Nuno Martins e Bruno Gonçalves, da Team Norma Racing. Com eles, Com o apoio da minha família e amigos, e por enquanto, com cinco patrocinadores – Patarekices, Seguros Gamboa, City Baterias, Auto Guerra e Filho, Lda e Urban Tailoring – I Muito animado com este projeto. Espero que outras empresas e indivíduos se juntem Ele, vamos ao final da temporada e dizer que conseguimos fazer algo Sem precedentes em Portugal. Seria minha maior conquista, tentar terminar esse projeto. de Esforço físico e mental. para o meu pai. Agradeço também a minha esposa e filha Como o resto da família (mãe, irmão) e amigos. E meus agradecimentos a Felipe Cairo, Pedro Neto e muitos outros…”, confirma Nelson Silva.

By admin

Leave a Reply

Your email address will not be published.