Até 2021, cerca de 3.765.000 passageiros nas áreas aérea e marítima serão processados ​​pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF).

Segundo dados do SEF, houve um crescimento de 2,2% nas fronteiras marítimas e de 40,6% no espaço aéreo em relação à movimentação de navios e aeronaves.

“Os valores recordes anteriores ao surto eram baixos, embora já sejam superiores a 2020”, refere o SEF.

Em 2021, o número total de passageiros controlados pelo SEF foi interceptado em 0,27%, um aumento de 2,9% face a 2020.

“Estas interrupções resultaram numa redução de 23% na recusa de entrada na fronteira nacional, ou seja, 1.035 cidadãos, representando apenas 0,03% dos passageiros verificados”, refere o SEF.

Entre os passageiros interceptados, o SEF destaca os cidadãos brasileiros, responsáveis ​​por cerca de 88% do total de recusas de entrada, seguidos pelos norte-americanos, senegaleses, angolanos e guineenses, cada um com menos de 1,2%.

Dos crimes denunciados, o SEF revela que foram detetados 183 atos ilícitos, tornando a falsificação de documentos o crime mais comum.

Refúgio

Em matéria de segurança internacional (pedido de asilo), o SEF nota que se registou um aumento dos chamados pedidos de fronteira externa: 302 em 2021 e 159 em 2020.

“Índia e Marrocos são as raças nacionais que mais têm exigido protecção internacional na fronteira exterior do Aeroporto Humberto Delcado (Lisboa). Entre as aeronaves mais ameaçadas desta escala estão as provenientes de Bissau, Istambul, São Paulo e Moscovo”, Explica o SEF.

Ao mesmo tempo, um terço dos cidadãos que solicitaram asilo identificaram-se com documentos fraudulentos.

Portas

Por seu lado, o posto de fronteira marítima de Lisboa em 2021 efetuou o controlo documental de cerca de 155.000 tripulantes e 161.500 passageiros, incluindo 1.550 navios mercantes, 107 navios de cruzeiro e outros 61 navios (navais, pesqueiros, científicos).

Assim, de acordo com as estimativas do SEF, verifica-se um crescimento de 213% no controlo de passageiros e tripulantes e um aumento de 2,2% no número de embarcações face a 2020.

By admin

Leave a Reply

Your email address will not be published.