Althahbiah

Informações sobre Portugal.

Hollywood rejeita o indicado ao Oscar de Portugal

o Academia de hollywood Aceitação negada Os meios de comunicação locais noticiaram que o filme que Portugal escolheu para representar o país nos 93.º Oscars de Melhor Longa-Metragem Internacional, indicando que não era elegível.

A exclusão do filme “Listen” de Anna Rocha de Souza está vinculada a um critério de elegibilidade que exige que pelo menos 50% do filme seja falado em um idioma diferente do inglês.

Tendo em vista que o filme justifica o uso da língua inglesa por retratar a história de um casal de imigrantes portugueses em Londres, e que grande parte dele contém diálogos em português e língua de sinais, o filme foi selecionado. A Comissão.

A série dramática luso-britânica gira em torno de uma família de imigrantes portugueses em Londres que tenta impedir que os serviços sociais sejam separados por suspeita de negligência. O filme acabou por ser o mais votado pelos membros da Academia Portuguesa, entre três outros: Mosquito de João Nuno Pinto, Patrick de Gonzalo Waddington e Vitalina Varela Pedro Costa.

“Sabíamos que aceitar o filme como candidato de Portugal dependeria da flexibilidade do Comité Internacional da AMPAS e tínhamos a certeza de que o contexto específico deste pedido justificaria a sua aceitação, mas no final isso não aconteceu”, disse Paulo Truncoso, Presidente da Academia Portuguesa de Cinema.

A cerimônia do 93º Oscar está marcada para 25 de abril de 2021, após ter sido adiada por dois meses devido à pandemia.

Ouvir foi o primeiro longa de Rocha de Souza e é baseado em uma história real. O filme foi rodado nos subúrbios de Londres com atores portugueses e ingleses, sob o título Lucia Muniz, Robin Garcia e Sofia Miles. O filme ganhou o Prêmio Leão do Futuro na septuagésima sétima sessão do Festival Internacional de Cinema de Veneza e também recebeu um Prêmio Oriente especial do júri.