Segundo a Anacom, os defeitos dos CTT na entrega do correio “têm impacto na” ordem e fiabilidade dos serviços”.

A Anacom realizou 22 inspeções a 13 centros de entrega de correio (CDP) dos CTT e apurou que alguns deles apresentavam “defeitos na entrega de correio”, disse o regulador.

A Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom) realizou um conjunto de 22 atividades de inspeção dos CTT em 13 centros de distribuição de correio entre julho de 2021 e janeiro de 2022 para “verificar a consistência das operações de entrega de correio nestes centros”.

Segundo o regulador, foram inspeccionados os centros de Chaves, Funchal, Loulé, Lousada, Machico, Ovar, Ponta do Sol, Ponte da Barca, Póvoa de Lanhoso, Póvoa de Varzim, Ribeira Grande, Rio Maior e Santarém.

“Entre as atividades realizadas, verificou-se que havia deficiências na entrega de correspondências prestadas por alguns Centros de Distribuição Postal (CDPs), ou seja, o prazo de encaminhamento, a regulamentação e a confiabilidade dos serviços poderiam ser prejudiciais aos interesses dos usuários.

Atrasos significativos

“Atrasos significativos no encaminhamento do correio prioritário e do correio normal, bem como a não entrega do correio em determinadas rotas em determinados dias, são situações que perduram por muito tempo”.

Em particular, destacaram-se os CDPs de Loulé, Póvoa de Varzim e Santarém que, durante muito tempo, não atingiram a meta de mais de 5,5% de correio prioritário diário. No dia seguinte à entrada na rede de correio dos CTT, os indicadores de qualidade do serviço de encaminhamento no correio prioritário e no correio registado não coincidem com os valores definidos e são medidos anualmente.

De acordo com o CDP de Rio Maior e Santarém, a Anacom acrescentou, “Durante o período de entrega, verificou-se que uma parte significativa do correio normal que entra diariamente nestes centros não era entregue ao destinatário após três dias úteis”.

Também ilustra a situação encontrada nos CDPs do Funchal, Loulé, Ovar, Póvoa de Varzim e Santarém, em que o correio preferencial, o correio normal ou a combinação de ambos os envios foi selecionado aleatoriamente e considerado o mais significativo. Parte da exportação não atingiu a meta dentro do prazo estabelecido pelo sistema de roteirização para o respectivo tipo de transporte”.

O controlador considera que estas condições “contribuem negativamente para os parâmetros de qualidade de serviço e para o cumprimento dos objetivos de desempenho associados à prestação global de serviços definidos pela Anacom”.

Corrija os defeitos imediatamente

Neste sentido, “é importante colmatar urgentemente as deficiências identificadas e pôr termo aos atrasos na entrega do correio diário a cada centro de entrega sujeito a fiscalização, sobretudo no que diz respeito aos serviços postais com encaminhamento prioritário. Assim, eliminando os inconvenientes e inconveniências causados ​​às pessoas que se beneficiam desses serviços.

O Controlador informou os CTT dos resultados do estudo que “entretanto a empresa se propõe rectificar a necessidade ou situação de informação sobre as atividades implementadas e implementar o respetivo calendário”.

Em resposta, os CTT disseram à Anacom que “visa melhorar os serviços de prestação de serviços prestados pelos CDPs nas zonas afetadas”.

By admin

Leave a Reply

Your email address will not be published.