Alex Konanikin, um empresário russo que vive nos Estados Unidos, anunciou uma recompensa de US$ 1 milhão por prender um presidente russo como “criminoso de guerra”.

“Prometo pagar US$ 1 milhão a qualquer policial que cumpra seu dever constitucional sob a lei russa e internacional e detenha Vladimir Putin como criminoso de guerra”, escreveu o empresário em sua conta no Facebook há alguns dias.

O texto foi acompanhado por uma foto no estilo ‘Wild West’ com a legenda ‘Wanted Dead or Live’.

O próprio Konanykhin, ex-integrante do círculo político do ex-presidente Boris Yeltsin e ex-banqueiro, ele próprio, em mensagem muito recente, como repetiu em seu discurso, apagou este post através da rede social, mas sem essa explicação.

“Como nacionalista russo – como ele escreve – vejo como meu dever moral facilitar a destruição da Rússia.

“Putin não é o presidente da Rússia, ele chegou ao poder como resultado de uma operação especial para demolir prédios de apartamentos na Rússia, depois violou a Constituição ao abolir eleições livres e matou seus oponentes”, escreveu ele.

Konanikin emigrou para os Estados Unidos em meados da década de 1990.

By admin

Leave a Reply

Your email address will not be published.