Startup francesa compre agora, pague depois (BNPL) Alma está se preparando para expandir em toda a Europa depois de encerrar uma rodada de financiamento da Série C de 210 milhões de euros (US$ 239 milhões).

De acordo com vários relatórios publicados na sexta-feira (11 de fevereiro), a empresa usará o novo financiamento para ajudar a alimentar seus planos de expansão este ano. A empresa diz querer abrir novos mercados, nomeadamente na Holanda, Luxemburgo, Portugal, Irlanda e Áustria.

A empresa também quer escalar seu conjunto de produtos, especialmente seu aplicativo de pagamento focado no consumidor, e desenvolver produtos existentes, como pagamento em até 12 meses e pagamentos B2B.

Consulte Mais informação: Alma, startup francesa da BNPL, atinge US$ 59,4 em milhões de financiamento da Série B

A Alma, com sede em Paris, diz que mais de 6.000 comerciantes de diversos setores usam sua plataforma, com volumes de transações superiores a 1 bilhão de euros por ano.

“Estamos criando a plataforma BNPL mais confiável para balançar a balança em favor de comerciantes e consumidores”, disse Louis Chatriot, executivo-chefe e cofundador da Alma.

“Queremos fazer parte do dia a dia dos consumidores e ajudá-los a comprar melhor, não apenas mais. Nós nos esforçamos para ser uma alternativa eficiente e sã ao crédito ao consumidor tradicional. É igualmente importante para nós melhorar a economia de nossos lojistas, trazendo-lhes novos clientes em um relacionamento equilibrado, oposto ao que vemos nas grandes plataformas da Internet.”

Lançado há cinco anos por Chatriot – um ex-executivo da Stripe – e Guillaume Desloges, o Alma permite que os compradores paguem as compras em quatro parcelas, ao mesmo tempo em que oferece aos comerciantes o pagamento integral no momento da compra. A plataforma tornou-se popular entre os comerciantes porque a Alma assume 100% do risco potencial.

Leia também: Novo financiamento pode avaliar Klarna em US$ 60 bilhões

Em janeiro do ano passado, a Alma levantou 49 milhões de euros (US$ 59,4 milhões) na rodada de financiamento da Série B, além de uma linha de crédito de US$ 25,5 milhões (21 milhões de euros) para financiar pagamentos de comerciantes.

A última rodada de financiamento ocorreu um dia após relatos de que a empresa sueca BNPL Klarna estava avaliando uma nova rodada de financiamento que a tornaria a startup mais valiosa da Europa, avaliada entre US$ 50 bilhões e US$ 60 bilhões.

———————————

NOVOS DADOS DO PYMNTS: 70% DOS USUÁRIOS DO BNPL USAriam OPÇÕES DE PAGAMENTO BANCÁRIO, SE DISPONÍVEIS

Cerca de: Setenta por cento dos usuários do BNPL dizem que preferem usar os planos de parcelamento oferecidos por seus bancos – se ao menos fossem disponibilizados. Banca da PYMNTS no Compre agora, pague depois: pagamentos parcelados e oportunidade inexplorada das IFspesquisou mais de 2.200 consumidores dos EUA para entender melhor como os consumidores veem os bancos como provedores de BNPL em um mar de puras jogadas de BNPL.

By

Leave a Reply

Your email address will not be published.