Althahbiah

Informações sobre Portugal.

Dezenas de turistas multados por roubar areia, conchas e pedras das praias da Sardenha | noticias do mundo

Mais de 40 turistas foram multados por tentarem roubar areia, conchas e pedras das praias da Sardenha.

Todas as 41 pessoas foram paradas em portos e aeroportos nos últimos dias enquanto tentavam deixar a ilha com um total de 100 kg de itens de praia.

O jornal Guardia di Finanza disse que dezenas de anúncios foram encontrados online sobre areia, cascalho, conchas e metais roubados da área.

A mídia italiana disse que a polícia alfandegária impôs multas de até 3.000 euros (£ 2.577) por pessoa, enquanto areia, conchas e pedras foram devolvidas à praia sempre que possível.

O comércio de areia, cascalho e conchas tornou-se ilegal na Sardenha em 2017 e, embora as multas pareçam severas, são uma tentativa de resolver um problema antigo.

A Sardenha há anos lida com turistas que roubam areia e conchas como lembrança ou como itens à venda online.

A polícia monitora portos e aeroportos, usando raios-X para detectar a areia armazenada nas bagagens dos viajantes durante as inspeções alfandegárias.

Em outubro do ano passado, quatro pessoas foram presas – duas da Polônia, uma da Itália e uma da França – com um total de 253 projéteis, 12 seixos e 700 gramas de areia.

As pessoas ficam na praia de Ramizzo, no chamado "Costa Esmeralda" Sardenha, Itália, 7 de julho de 2011
foto:
As belas praias da Sardenha estão entre os destinos turísticos populares

Em 2019, havia dois turistas franceses Pego com 40 kg de areia na praia de Chia No sul da ilha.

Eles o enfiaram em 14 garrafas de plástico que foram encontradas no porta-malas de seu carro enquanto se dirigiam para a balsa de volta à França.

Em 2018, um cidadão italiano residente no Reino Unido foi multado depois de roubar areia de uma praia perto da cidade de Olbia, no norte do país.

READ  Amazon Fresh: os compradores opinam sobre um futuro supermercado gratuito

Durante o verão de 2017, mais de uma tonelada de areia foi encontrada nas bagagens de turistas no Aeroporto de Cagliari, segundo reportagens.

Ela documenta uma página do Facebook chamada Sardinia sendo roubada e saqueada, o problema há anos.

Os diretores do grupo disseram recentemente a seus 37.000 seguidores que relatos de vendas de areia, fósseis e achados arqueológicos na Internet estavam “proliferando”.