Demetrix assina acordo de licenciamento exclusivo para produção de canabinóides

Imagem: Demetrix

A Demetrix, uma empresa com experiência de classe mundial na produção de ingredientes naturais usando fermentação, anunciou hoje a entrada em um contrato de licenciamento exclusivo com a Universidade da Califórnia, Berkeley (UC Berkeley). A licença fornece acesso a uma tecnologia inovadora que remove gargalos da produção de canabinóides de alta pureza usando fermentação, tornando o processo mais econômico. A tecnologia foi recentemente destacada na edição de 27 de fevereiro de 2019 da Nature.

Os canabinóides são os compostos ativos encontrados na planta de cannabis e demonstraram benefícios terapêuticos, lançando uma indústria crescente e multibilionária. Existem mais de 113 canabinóides únicos, sendo os mais comuns o THC e o CBD. Ao integrar esta tecnologia em sua plataforma proprietária, a Demetrix será capaz de produzir canabinóides que em breve serão mais baixos do que os preços de canabinóides derivados de plantas.

“Estou muito contente que a UC Berkeley e a Demetrix tenham entrado neste importante acordo”, disse em comunicado para Althahbiah.com, o autor correspondente do artigo da Nature e líder do laboratório que fez o trabalho, Jay Keasling, Ph.D., Professor de Engenharia Química e Bioengenharia na a Universidade da Califórnia, Berkeley. “A equipe da Demetrix é uma das mais experientes do mundo no desenvolvimento e comercialização de produtos de fermentação.” Keasling é também co-fundador e consultor da Demetrix.

A Demetrix está focada na criação de um portfólio de canabinóides para uso em pesquisa, com todo o trabalho executado em conformidade com as leis dos Estados Unidos e do Estado da Califórnia para substâncias controladas. Nos próximos meses, a Demetrix espera fechar o financiamento da Série A e continuará em direção à comercialização sob os regulamentos apropriados. “Nós vemos um futuro promissor, onde até mesmo o canabinóide mais raro é comercialmente acessível para promover a saúde humana e animal”, disse Jeff Ubersax, CEO da Demetrix. “O licenciamento da tecnologia da UC Berkeley proporciona um salto significativo em nosso progresso no sentido de fornecer acesso a essas moléculas valiosas”.