Althahbiah

Informações sobre Portugal.

“Crime ambiental”: Caçadores ilegais espanhóis matam mais de 500 cervos e javalis em Portugal, World News

Portgwal expressou insatisfação com a morte de mais de 500 porcos selvagens e veados e disse que o crime deveria ser processado.

O ministro do Meio Ambiente, João Fernandez, descreveu o massacre de 16 pescadores como “desprezível” e “crime ambiental”.

Leia também | Por que os animais são atordoados antes do abate não fará diferença

Até 540 veados e javalis foram mortos durante uma caçada em massa nos dias 17 e 18 de dezembro. O jornalista português Alberto Mancibo postou fotos dos animais mortos no Twitter que mostravam vários animais mortos em fileiras na fazenda de caça.

X

Uma das fotos também mostrava oito homens fotografando os animais caçados.

O crime teria sido cometido no distrito turístico de Toribela, perto de Azamboga, a cerca de 40 quilômetros da capital portuguesa, Lisboa, segundo a BBC.

“Os relatos e notícias do abate indiscriminado de animais … nada têm a ver com a caça, que é entendida como uma prática que pode contribuir para a preservação da biodiversidade e dos ecossistemas”, afirmou terça-feira o Ministério do Ambiente de Portugal em comunicado.

Também foi relatado que a fazenda de 2.700 acres foi cercada, indicando que os animais não tinham como escapar do abate.

O acidente levou também o Instituto Português de Conservação da Natureza e das Florestas a anunciar a suspensão da licença de caça na zona de pesca de Toribela, noticiou o Portugal News.

READ  A Juventus será a primeira equipe italiana a aparecer na série de documentários esportivos da Amazon "All or Nothing"

O instituto também informou que apresentará a denúncia do homicídio ao Ministério Público.