O evento, que será realizado no Canadá e em Lisboa ainda este ano, proibirá a participação de empresas, organizações e membros do governo no evento, segundo um organizador técnico do evento, o Web Summit.

Em um comunicado, a empresa disse que cumprirá as sanções impostas pela União Europeia e pelo Canadá à Rússia e à Bielorrússia. Empresas, agências, mídia controlada pelo governo, empresas apoiadas pelo governo ou empresas afiliadas ao governo russo não estão autorizadas a participar do Conflict em Toronto ou do Internet Summit em Lisboa. A proibição inclui empresas públicas e privadas e start-ups.

“Continuaremos monitorando de perto a situação. Dependendo da situação, não estaremos conduzindo empresas e negócios russos ou bielorussos em Toronto em junho ou em Lisboa em novembro”, disse a empresa em comunicado.

Conflict é a conferência de tecnologia norte-americana da Web Summit, fundada em 2014 em Las Vegas. A conferência mudou-se para Nova Orleans em 2016 e mudou-se para Toronto em 2019.

Sua conferência irmã, Rise, deveria ser realizada como um evento privado em Hong Kong este mês. No entanto, a incerteza em relação à epidemia do Govt-19 levou ao seu cancelamento até o próximo ano.

By admin

Leave a Reply

Your email address will not be published.