Althahbiah

Informações sobre Portugal.

CD Projekt se compromete a cumprir o sitiado Cyberpunk 2077 • Eurogamer.net

“Não vejo uma opção para desligar o Cyberpunk 2077.”

CD Projekt prometeu ficar com o sitiado Cyberpunk 2077, apesar das preocupações sobre o estado do jogo e a capacidade do estúdio de revertê-lo.

Quando foi lançado em dezembro, o Cyberpunk sofreu com uma série de problemas técnicos incapacitantes, especialmente em consoles, e não atendeu às expectativas estabelecidas pelo marketing antes do lançamento.

Eurogamer News Cast: Por que a Nintendo matou Mario?

Os problemas eram tão graves que a Sony retirou o Cyberpunk da venda na PlayStation Store – e a Microsoft lançou o jogo com um aviso de desempenho. Reembolsos finais oferecidos por um período limitado. A CD Projekt também enfrenta ações judiciais coletivas nos Estados Unidos sobre o surgimento problemático do Cyberpunk e uma possível ação legal de investidores.

A precipitação continua: A CD Projekt já interrompeu os planos de lançar um Cyberpunk Experience multijogador independenteEm vez disso, opte por adicionar recursos multijogador ao jogo para um jogador existente. DLC e PlayStation 5 E a Xbox X Series As versões do Cyberpunk foram adiadas. E a A empresa está mudando para um plano de desenvolvimento que envolve a criação de vários endereços simultaneamente, Ao contrário de um jogo após o outro.

Em meio ao árduo desafio da CD Projekt para salvar o Cyberpunk, alguns questionaram se seria melhor para o estúdio deixar o jogo para trás e partir para outras coisas. Mas em uma nova entrevista com Reuters, Co-CEO Adam Keschinski insistiu que a CD Projekt está comprometida com o Cyberpunk 2077.

“Não vejo uma opção para impedir o Cyberpunk 2077”, disse ele. “Estamos convencidos de que podemos levar o jogo a um estado de que possamos nos orgulhar e, portanto, vendê-lo com sucesso nos próximos anos.”

READ  Massive Smyth Games Guide significa que o estoque do PS5 pode 'diminuir' amanhã

Já se passaram mais de 100 dias desde que Cyberpunk foi retirado da PlayStation Store. Talvez a prioridade do projeto do CD seja convencer a Sony a vender o jogo novamente. Kicinski disse que o patch 1.2 recente foi um passo nesse sentido (veja a análise da Digital Foundry no vídeo abaixo), e também insistiu que a CD Projekt tem “relações amigáveis” com a Sony.

Resta saber se o CD Projekt pode trazer o Cyberpunk a um estado aceitável nos consoles centrais de última geração. Também no ar está até que ponto o CD Projekt pode melhorar o que tem com DLC e expansões. O Witcher 3 do estúdio, agora com quase seis anos de idade, continua vendendo bem. O Cyberpunk 2077 venderá bem daqui a seis anos?