Althahbiah

Informações sobre Portugal.

Carlos de Carmo, fado português “Sinatra”, morre aos 81 anos, Entertainment News

O cantor português Carlos de Carmo, um dos artistas mais queridos do país, conhecido como “Sinatra” pelo seu fado emocional e melancólico, faleceu sexta-feira aos 81 anos.

De Carmo, nascido em Lisboa em 1939, despediu-se dos palcos no ano passado após uma longa marcha durante a qual o Fado conquistou o mundo. Tornou-se o primeiro artista português a receber um Grammy Lifetime Achievement Award em 2014.

Os meios de comunicação portugueses noticiaram que ele morreu no dia de Ano Novo no Hospital de Santa Maria, em Lisboa, após sofrer um aneurisma da aorta.

“Carlos do Carmo não foi apenas um fadista notável … Uma das suas maiores contribuições para a cultura portuguesa foi a forma como renovou o fado e o preparou para o futuro,” escreveu o Primeiro-Ministro António Costa no Twitter.

“Era a voz de Portugal”, disse o presidente Marcelo Rebelo de Sousa à TVI.

Phyllis McGuire, último membro do grupo trio-pop The McGuire Sisters, morre aos 89 anos

O fado, que teve origem nas ruas e bares de Lisboa no século XIX, expressa a tendência portuguesa à “saudade” – palavra para a qual não existe tradução directa, mas que significa um sentimento amargo de saudade.

Embora o fado tradicional fosse a essência da carreira de Carmo, ele trouxe influências de estilos musicais de artistas que vão desde músicos da Bossa Nova brasileira até Frank Sinatra para dar seu caráter musical, às vezes cantando com uma orquestra em vez da tradicional banda de um cantor e dois guitarristas.

Leve o Fado aos maiores teatros do mundo, do Royal Albert Hall em Londres ao New York City Hall. Orientou ainda um filme sobre fado, que estreou no Festival Internacional de Cinema de Toronto em 2007.

READ  The Canadian Opera Company anuncia um leilão de vinho digital

John Breen, Adam Schlesinger e outras lendas da música que perdemos devido ao coronavírus

Em 2009, de Carmo foi escolhido pelo então presidente da Câmara de Lisboa juntamente com o Fado Fado Marisa para embaixador da nomeação deste género musical para o Centro do Património Mundial, que foi atribuída pela UNESCO dois anos depois.

As homenagens foram derramadas nas redes sociais após a notícia de sua morte. A Marinha Portuguesa postou no Twitter esta sexta-feira que Lisboa, cidade que inspirou uma das canções mais conhecidas do Carmo, “acordou hoje triste”.