Ele pode ter sido o melhor jogador do Manchester United na última temporada – por uma distância muito longa também -, mas Bruno Fernandes ainda está sob escrutínio depois que os Reds perderam a final da Liga Europa para o Villarreal nos pênaltis.

O internacional português liderou a sua equipa na ausência do lesionado Harry Maguire em Gdansk, mas é justo dizer que não mostrou a sua habitual natureza criativa e não conseguiu fazer a diferença para o United como costuma fazer.

“Pessoalmente, sinto que ele terminou a temporada de joelhos e perdeu a faísca”, disse o ex-técnico do Arsenal, Arsene Wenger, sobre o motivo de sua reflexão. estar no esporte.

Wenger acredita que a fadiga afetou sua concentração e limitou sua capacidade de afetar a competição.

“Às vezes você também pode ver, eu o achei o mais tenso do jogo”, acrescentou. “Então, isso também é um sinal de fadiga. Seu nível mais alto é calma, foco e controle. E nos últimos quatro ou cinco jogos, eu o achei um pouco fraco nessa frente.”

O craque fez 37 partidas pelo United em todas as competições da temporada passada, mas Wenger espera que ele possa descansar bem para ajudar Portugal a realizar seu potencial na Euro 2020.

“Espero que ele possa se recuperar para ser eficaz com Portugal”, disse ele.

“Sei que Bruno quer jogar, mas às vezes você toma decisões pela equipe e ele pelos dois.”

A França é forte favorita para vencer o torneio, mas a derrota final em 2016 para Portugal pode ser um obstáculo mental, e Wenger acredita que o atual campeão é a equipe mais bem preparada para rivalizar com seu país pela glória continental mais uma vez. .

See also  João Pedro Sousa sobre o aprimoramento do "Próximo Bruno Fernandez" em Pedro Gonçalves e Fábio Martins e Oportunidades no Oriente Médio

“De momento, parece-me que Portugal está mais bem equipado para ser perigoso porque ganhou o Campeonato da Europa em França”, disse.

“Desde então, eles alcançaram bons resultados na Liga das Nações e, em geral, eu diria que eles têm um grande potencial ofensivo também. Eles também não têm escolha. Portugal produz jogadores.”

By Dinis Vicente

"Nerd de TV. Fanático por viagens. Fanático por mídia social aspirante. Defensor do café. Solucionador de problemas."

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *