A Comissão Europeia está confiante que o acordo sobre migração e asilo será ratificado até ao final de junho, durante a presidência portuguesa do Conselho da União Europeia (UE), afirmou a vice-comissária Margaritas Shinas.

“A Comissão está em contato constante com seus parceiros, ou seja, o Ministro [of internal administration, Eduardo] Caprita, o presidente português e comissário europeu, disse em entrevista coletiva na quarta-feira (2 de junho) que o Comissário Europeu para a Melhoria do Estilo de Vida Europeu.

“A presidência portuguesa, com a nossa ajuda, tem feito um excelente trabalho no programa da agência de asilo. As diferenças estão a diminuir, há boa vontade e espero que se chegue a acordo na próxima reunião”, disse.

“Acho que há motivos para confiança. Não podemos falhar no acordo de migração”, enfatizou Shinas.

O comissário disse que o executivo da UE “investiu muito em contatos importantes sobre a questão do acordo de imigração e garantiria o progresso nas negociações sobre este documento”.

Em maio, o chanceler Augusto Santos Silva disse que lutaria por um acordo sobre o acordo de migração e asilo proposto pela Comissão Europeia “até ao último minuto do seu mandato” como presidente português do Conselho Europeu. No Parlamento Europeu.

Em setembro, a Comissão Europeia apresentou um plano há muito aguardado para um novo acordo sobre migração e asilo.

No entanto, embora esta seja uma prioridade da presidência portuguesa do Conselho da UE, as grandes diferenças na política de imigração da UE não têm permitido grandes avanços no debate.

[Edited by Josie Le Blond]

By Dinis Vicente

"Nerd de TV. Fanático por viagens. Fanático por mídia social aspirante. Defensor do café. Solucionador de problemas."

Leave a Reply

Your email address will not be published.