Otmar Szafnauer diz que o problema da Aston Martin com as mudanças na base da F1 para o piso do carro deste ano foi “resolvido”.

Aston Martin Você não está pensando em tomar medidas legais, ainda Ele estaria procurando ajuda de Mercedes Em sua dor.

As alterações aos regulamentos para 2021 impediram significativamente a Aston Martin e caíram em termos de desempenho, com apenas cinco pontos coletados nas primeiras quatro corridas.

O problema foi cortar um pequeno pedaço do piso de seus carros para reduzir a força descendente, o que afetou a Aston Martin e Mercedes Com seus carros de baixa mobilidade mais do que o resto.

A Aston Martin questionou o processo que levou às mudanças nas regras e queria definir a razão da F1 e da FIA para forçar um segundo conjunto de mudanças de ar por razões de segurança, quando as equipes já haviam concordado em modificações que reduziriam o desempenho de vôo de qualquer maneira.

Além disso, o fornecedor de pneus Pirelli finalmente desenvolveu um pneu um pouco mais robusto para 2021 que pode suportar cargas ainda maiores.

A implicação era que as mudanças adicionais não foram explicadas por razões de segurança, mas foram projetadas para amarrar a Mercedes, com “danos colaterais” da Aston Martin dentro disso.

F1 TV oferece aos leitores PlanetF1 um desconto de 10% nas assinaturas Access e Pro! Clique aqui E use o código PLANETF10 na finalização da compra *

* A oferta termina à meia-noite de domingo, 6 de junho

Aston Martin tem discutido com a FIA sobre o assunto, dizendo que espera tomar medidas na temporada para corrigir o impacto das mudanças nas regras – e uma sugestão, que a equipe não descartou, poderia seguir uma ação legal se isso não acontece.

Mas Szafnauer, empresário do Aston Martin, revelou agora que o assunto não está mais em andamento.

Ele disse: “Não, acho que isso foi posto para dormir.” Corrida. Tivemos uma boa conversa e discussões e tentamos entender o processo e como aconteceu.

“Não haverá nada no futuro.”

Szafnauer também insistiu que a Aston Martin não seria afetada por novos testes em “asas de arco” que seriam realizados antes do Grande Prêmio da França.

Ele disse: “Tudo se curva, mas os pilares e nossa asa posterior não se dobram tanto quanto os outros.”

“A regra não é que se você passar no teste você é legal, isso não é a lei.

“Estamos do lado certo da legalidade, passamos facilmente no teste.

“Sim, nós flexionamos um pouco porque tudo está dobrando, mas nossos pilares traseiros e asas traseiras são muito rígidos.”

Siga-nos no Twitter @ Planet_F1 E como nós página do Facebook

By Dinis Vicente

"Nerd de TV. Fanático por viagens. Fanático por mídia social aspirante. Defensor do café. Solucionador de problemas."

Leave a Reply

Your email address will not be published.