Mais de 2.500 passageiros foram multados entre 1 de dezembro e 23 de janeiro por tentarem entrar em Portugal via espaço aéreo sem terem testado negativo para SARS-CoV-2, informou hoje o Ministério do Interior (MAI).

De acordo com o MAI, 41 companhias aéreas foram multadas por carregar esses passageiros sem teste negativo.

O MAI disse à Lusa que entre 1 de dezembro e 23 de janeiro, a PSP e o SEF inspeccionaram 1.823.533 passageiros e 16.966 aeronaves, resultando em 2.546 crimes, no âmbito de um esforço de controlo dos casos de Covit-19.

Dos 2.546 autos de infração, 1.677 foram levantados pela PSP, que restringe os passageiros de voos no espaço Schengen (espaço europeu onde as pessoas podem circular livremente), e 869 SEF fiscalizam passageiros de países fora do espaço Schengen. . .

A partir de 1 de dezembro de 2021, todos os passageiros que cheguem a Portugal por via aérea terão de apresentar um teste negativo ou certificado de recuperação ao aterrar.

Passageiros em voos domésticos, crianças menores de 12 anos e tripulantes estão isentos de PCR ou dever de inspeção rápida.

As companhias aéreas que transportam passageiros sem cheque negativo serão multadas entre 20.000 e 40.000 euros por passageiro e 300 a 800 euros por não entregar o cheque na chegada do passageiro.

O MAI refere ainda que foi negada a entrada no país a oito estrangeiros por 2.546 contra-ordenações por não terem apresentado julgamento à chegada.

Os dados do MAI também mostram que foram realizados 2.585 testes diagnósticos nos aeroportos em viajantes que entram no país sem esse documento.

Nas fronteiras terrestres, a partir de 1º de dezembro, cidadãos de países fora da UE e cidadãos de países da UE considerados em risco de vermelho ou carmesim serão obrigados a ter um teste negativo ou certificado de recuperação.

Cidadãos de países da UE considerados de risco baixo ou moderado devem ter vacina, teste ou certificado de recuperação para entrar em Portugal.

De acordo com o MAI, a GNR e o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras realizaram até 23 de janeiro 19.499 operações aleatórias de vigilância nas fronteiras terrestres.

By admin

Leave a Reply

Your email address will not be published.